Existem várias diferenças marcantes de geração para geração, porém, uma coisa nunca muda, crianças não gostam de comer legumes e verduras – que possuem nutrientes importantes no período de crescimento das pessoas.

Uma maneira interessante de fazer os mais novos comerem alimentos saudáveis é o Arroz Verde. Segundo recente matéria do New York Times, o Green Rice (Arroz Verde) é a mistura de espinafre com o arroz comum, o que gera um gosto de ervas muito apetitoso.

A receita é simples: duas xícaras de água, uma xícara cheia de espinafre, meia xícara de folhas de coentro, uma colher de sopa de azeite, uma xícara de arroz e sal a gosto.

Para preparar é só bater o espinafre e o coentro junto com a água no liquidificador, misturar ao arroz e cozinhá-lo normalmente.

Por Thiago Martins

Fonte: New York Times


Mais uma receita típica das festas juninas. O Curau de milho. Essa delícia (que parece um pudim de milho) pode ser enfeitado da maneira que quiser.

Ponha 3 xícaras de milho verde e 1 xícara de água no liquidificador. Bata até ficar parecido com um purê. Retire-o e adicione 4 xícaras e meia de leite. Coe o excesso apertando com uma colher. Coloque a mistura de milho e leite em uma panela e cozinhe em fogo baixo por 20 minutos. Junto com 1 xícara de açúcar e 1 colher de sopa de maisena (cuidado com os grumos). Mexa bem. Por fim, coloque em uma forma untada, deixe esfriar e leve à geladeira até ficar firme. Depois de algumas horas, desenforme e polvilhe com canela (se quiser).

Foto: Site Informação Nutricional

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Rev. Ana maria ed. 55 p. 4 data 17 de junho de 2002


Purê de Batata, macio, molinho e acompanha quase tudo na cozinha. O melhor ainda nesse inverno, que pode consumi-lo até puro.

Nesta receita, ele leva um toque de ervas:

Aqueça 3/4 de xícara de chá de azeite até ferver. Acrescente 2 dentes de alho, 1 folha de louro, 3 raminhos de tomilho, 1 colher de sopa de folhas de salsinha 1 galho de alecrim. Tampe e deixe tomar gosto por 30 minutos. Não esqueça de tirar o azeite da panela, obviamente. Depois retire o alho e as folhas e reserve. Cozinhe 500g de batata em água fervente com sal. Passe para o espremedor como se fizesse um purê normal. Junte as batatas e o azeite e mexa bem. Coloque meia xícara de creme de leite e misture até ficar no ponto. Tempere à gosto.

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Revista Ana Maria p. 14. Data 17 de junho de 2002. ed. 55


Cansado desses hambúrgueres congelados com gosto de nada? Pegue a receita dessa iguaria, originária dos EUA e disseminada em fast foods, e que pode tornar outro gosto quando feito natural.

Amasse 500 gramas de contrafilé moído e 500g de coxão mole de patinho moído (ambos sem gordura). Faça bola e deixe a espessura que desejar (por volta de 8 bolas com 120 g de cada tipo de carne). Grelhe ou frite as iguarias ( pode ser em chapa, grelha ou frigideira). Tempere com sal e pimenta. Caso você queira um hambúrguer mais temperado, misture a carne moída com um pacote de sopa de cebola antes de fazer as bolas.

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Receita do Livro Dona Benta


A acelga é muito parecida com um repolho, mas é mais azedinho e alongado. Nos é familiar pelo yakissoba, um dos ingredientes do prato.

Nesta receita ela leva o molho branco:

Primeiramente corte com uma faca pequena 1pé de acelga, retire o talo e cozinhe em água fervente com um pouquinho de sal. A parte das folhas é reservado para fazer a salada. Assim que estiverem bem cozidos e macios, disponha-os em refratários e 1 colher de sopa do suco de limão. Cubra com molho branco (farinha de trigo e manteiga dourado na panela, leite fervente aos poucos e noz moscada). E coloque um pouco de queijo ralado (fresco é ainda melhor). Leve ao forno para dourar.

Sirva como acompanhamento de alguma carne mais seca.

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Livro D. Benta p. 249 seção – verduras, legumes e batatas


O molho bechamel  é muito confundido com o molho branco. A diferença consiste no modo do preparo. Um possui infusão de ervas enquanto o outro é mais simples.

O bechamel pode ser usado em suflês, peixes, legumes, é uma ótima guarnição para gratinar. A lasanha é feita com esse molho.

Segue a receita:

Ferva 1 cebola média picada e 1 xícara de chá de água até ficar macia. Faça um purê com ela. Depois junte 3 colheres de sopa de margarina  e adicione 2 colheres de sopa de farinha de trigo. Leve ao fogo e mexa, cuidado para não queimar. Adicione aos poucos 3 xícaras de leite fervente. Mexendo sempre. Acrescente agora 1 folha de louro e 1 cravo da índia. Deixe cozinhar até ficar cremoso. Tempere com sal, pimenta do reino e noz moscada ralada.

Não se esqueça que o bechamel pode também levar o seu aroma. Escolha uma erva ou condimento preferido e adicione.

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Livro Dona Benta. pg 352. – Molhos básicos e simples


O suflê, massa bem leve que deve ser comida na hora, é francês e pode ser salgada ou doce. Nessa versão leva o legume couve-flor.

Pegue 1 xícara e meia de chá do ingrediente picado e misture com molho bechamel quente. Coloque 1 colher de sopa de queijo ralado,1 pitada de sal e 3 gemas. Mexa bastante e deixe esfriar. O segredo do suflê é bater claras em neve bem pontudas pois é a base do quitute. Adicione bem delicadamente a mistura antes preparada. Depois, ponha a massa em uma forma para suflê untada com margarina ou óleo. Leve ao forno alto e asse por 20 minutos.

O ponto interessante da receita é que o couve-flor pode ser substituído por cenoura ou alcachofra.

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Livro Dona Benta p. 177 parte: ovos, omeletes, suflê


O bolinho de queijo está no cardápio das festinhas, petiscos e para testar seus conhecimentos tente fazer essa receita bem fácil do magnânimo livro da Dona Benta (aquele que ela aparece com um bolo na mão e o menino debruçado sob ela com as mãos sobre a face de olho na gostosura).

Misture 1/4 de queijo de minas com 4 ovos e junte 1 colher de chá de polvilho; 1 pitada de sal e 1 pitada de noz moscada. Depois, faça bolinhos com as mãos e frite-os em óleo quente. Após dourar bem, retire e coloque no papel absorvente.

Uma receita simples, prática e deliciosa!

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Comer bem, Dona Benta, 76 ed., Ed. Companhia Nacional, São Paulo: 2007 p. 65


A Suíça não é só capital de chocolate, montanhas, bancos e um ótimo lugar para se viver. Lá também se tem uma receita de salada feita com um queijo originário de lá – o gruyére – surgiu na cidade e possui esse nome de massa dura e encorpada ).

Modo de preparo:

Descasque 1 dente de alho, corte ao meio e esfregue no fundo de uma vasilha. Lave e escorra 1 pé de alface lisa, corte em tiras e coloque na vasilha. Corte 100g do queijo suíço em tiras finas e coloque sobre a alface. Até aí muito simples.

Agora, para o molho: coloque 1 colher de sopa de mostarda, 3 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem, 1 colher de vinagre, uma pitada de sal, e pimenta do reino branca – você pode comprar em grãos e acrescentar na hora para ficar mais fresco.

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Livro de Receitas da Revista Cláudia. A grande Cozinha. vol. 8 Saladas, p. 110


Saladas, no inverno, não são pratos muito apreciados, porém essa de roquefort é bem especial e dá para abrir o apetite pois contém radicchio (tipo de chicória), que possui muitos nutrientes e uma leve ação contra a gripe.

Primeiramente lave as seguintes verduras:

– 1cabeça de radacchio;

– 1 de escarola;

– 1 de erva doce;

– 1 nabo.

Depois fatie bem fininho a erva-doce e corte em tiras o restante. Coloque tudo em um prato de servir com metade do nabo. Esfarele o queijo, 100g  de roquefort (queijo francês de ovelha com veios azuis, que são os fungos que são inseridos na maturação do queijo durante três meses), pique 1 colher de sopa de nozes e pistache e junte ás verduras picadas.

Para o molho:

– 1 colher de sopa de mostarda;

– vinagre de maçã a gosto;

– 3 colheres de sopa de vinho do Porto.

Pode decorar com o restante do nabo picado.

Por Ana Carolina rocha

Fontes: Jaimeleroquefort.fr, Livro Cláudia Receitas A Grande Cozinha p. 30 – Saladas 


A raspadinha, aquele gelinho no copo, de acordo com o estudo do professor e fisiologista Paul Laursen, (estudioso sobre o corpo e esportes neozelandês) traz benefícios para atletas.

O superaquecimento do corpo provoca fadiga e atrapalha o desempenho de corredores e a bebida gelada ajuda mais que os coletes que são usados por profissionais. O pesquisador queria uma receita mais rápida e caseira, ele diz que não é como deitar em uma banheira de gelo, mas ajuda.

A receita é bem simples: faça uma calda de 225g de açúcar com 600ml de água fervente. Triture bem o gelo adicione a ele a calda e polpa de fruta ou groselha. Simplesmente coloque no copo e tome.

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Folha de S. Paulo 13 de maio de 2010 . Caderno Equilibrio p. 3


O arroz é um prato típico de nosso país que acompanha o feijão. E nós brasileiros em geral, fazemos uma medida a mais para quem gosta do alimento.

Quando há a sobra uma deliciosa maneira de reaproveitá-la é utilizando como ingrediente de um outro alimento: o bolinho. Nessa variação ele vem com blue cheese (aquele queijinho branco com pintinhas azuis triturado). Aí é só pegar um pouco de:

– arroz;

– blue cheese;

– salsinha picada;

– sal a gosto;

– farinha de trigo (até dar consistência);

– um ovo e misturar bem.

Para ficar mais consistente deixe na geladeira por 2 horas.

Aqueça o azeite ou  óleo e frite. Ponha o papel absorvente e sirva.

Por Ana Carolina Rocha

Fontes: Receitas UOL


A ricota, ingrediente usado em dietas é bem nutritiva e deliciosa. Pode ser usados em temperos, molhos, recheios. Nesta receita ele é o elemento básico da torta.

Para fazer é necessário bater claras de 4 ovos e reserve.

Coloque no liquidificador:

– 2 colheres de sopa de margarina derretida,

– 2 colheres de sopa de maisena,

– 1 lata de leite condensado,

– leite (na mesma medida da lata)

– gotas de essência de baunilha (a gosto).

Bata bem e misture suavemente a clara em neve. Coloque no fundo de uma fôrma retangular meia xícara de chá de uvas passas e despeje a massa. Leve ao forno microondas em potência alta por 10 minutos e prontinho. Sua torta está pronta para ser servida.

Por Ana Carolina Rocha

Fonte: Ana Maria Coleção Cozinha nº3


Hoje em dia, está cada vez mais difícil fazer as crianças comerem bem, não é mesmo? Graças a enorme quantidade de lanchonetes e fast-foods ao redor, além da TV influenciando em todas essas coisas não saudáveis. Como então podemos ajudá-las a se alimentar melhor e comer o que é necessário?

Espinafre por exemplo, quantas crianças hoje em dia responderão com “Eca!” a pergunta “Você gosta de espinafre?”. Uma boa dica, é a receita de bolo de espinafre com cobertura de chocolate. Além de ser gostoso (lembra aquele bolo de cenoura maravilhoso que muita gente gosta), ele vem com todas as vantagens do espinafre. A receita? Bem simples, veja a seguir:

Massa:

  • 6 ovos
  • 1 xícara e 1/2 de óleo
  • 1 maço de espinafre médio lavado
  • 3 xícaras de açúcar
  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento em pó bem cheia

 

Cobertura:

  • 10 colheres de açúcar
  • 3 colheres de achocolatado
  • 2 colheres de manteiga
  • 2 colheres de sopa de leite

 

Modo de Preparo

Massa:

  1. Bater no liquidificador os ovos, o óleo
  2. Ir colocando o espinafre aos poucos
  3. Acrescentar o açúcar e bater mais
  4. Acrescentar a farinha de trigo e misturar
  5. Por último, o fermento em pó
  6. Assar em forma untada e enfarinhada, em forno médio

Cobertura:

  1. Colocar os ingredientes em uma panela e levar ao fogo
  2. Misturar até engrossar
  3. Colocar sobre o bolo ainda quente.

E Bom Apetite!

Por Daniela Foloni Santoro

Fonte: UOL


Ingredientes

  • 2 ovos;
  • 2 xícaras de açúcar;
  • 2 xícaras de farinha;
  • 1 colher de fermento;
  • 2 xícaras de laranja e
  • ½ xícara de coco ralado.

Preparo: Bata tudo, unte a forma e asse em forno preaquecido em temperatura média por 40 minutos.

Dicas: Esse é um bolo tão fácil e simples que é permitido perder alguns minutos para incrementá-lo, deixando ainda mais saboroso. Vale jogar sobre o bolo finalizado canela, calda de laranja, açúcar de confeiteiro ou até mesmo cortá-lo em fatias e mergulhar as partes em leite, leite condensado e coco, enrolando depois em papel aluminio. Basta usar a criatividade!


Essa é a receita de um típico quitute mineiro adaptado por uma técnica alimentar paulista que reside em Santa Catarina.

Ingredientes:

  • ½ xícara (chá) de manteiga;
  • 1 ½ xícara (chá) açúcar;
  • 4 ovos;
  • 2 xícaras (chá) fubá;
  • 1 xícara (chá) Farinha de trigo;
  • 1 colher (sopa) de fermento;
  • 1 xícara (chá) de leite de coco e
  • 1 xícara (chá) de coco ralado.

Modo de preparo

  1. Bata a manteiga e o açúcar.
  2. Junte os ovos e bata por dez minutos.
  3. Misture o fubá, a farinha e o fermento e adicione a mistura, intercalando com o leite de coco que deve ser colocado vagarosamente até incorporar a mistura.
  4. Por último junte o coco ralado.
  5. Despeje em uma forma untada e leve ao forno preaquecido a 180 graus e asse por 40 minutos. E depois, delecie-se!

Que tal fazer um delicioso bolo de mandioca tipicamente mineiro?

Para preparar este delicioso bolo você precisará de água, mandioca com casca, manteiga, coco ralado, leite de coco, ovos e sal.

O bolo fica pronto em 2 horas.

Veja como é fácil fazer:





CONTINUE NAVEGANDO: